Governo irá viabilizar gasoduto em Ceara Mirim
 

Governo irá viabilizar gasoduto em Ceará Mirim
 
 

            Na busca de uma matriz energética mais barata e menos danosa ao meio ambiente, o Rio Grande do Norte tem se notabilizado em oferecer uma alternativa

extremamente competitiva à economia brasileira: O gás natural. O Governo do Estado, através de sua política de interiorização do desenvolvimento, tem buscado

 parcerias com a Petrobrás e a Potigás para ampliar a sua malha de gasodutos, nas mais diversas regiões do Estado. O maior exemplo disso é a construção de um

 gasoduto na região do Mato Grande.

 

O Governo do Estado, através da Potigás, vai viabilizar a construção de um gasoduto de oito quilômetros em Ceará Mirim. A obra irá contemplar

 não apenas o fornecimento de gás natural para o abastecimento veicular, que contribui com a redução dos custos de transporte, mas também a ampliação

do parque industrial do município, tornando a região atraente para novas empresas, geração de empregos, aumento de arrecadação e distribuição de renda.

 

A boa notícia para Região do Mato Grande veio seguida do anúncio de que a cidade de João Câmara será o próximo município a receber um posto de

 Gás Natural Veicular. Equipes da Petrobrás, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico - SEDEC, e da Secretaria Extraordinária de Energia estarão

visitando o município, no próximo sábado (21), para fazer os primeiros levantamentos necessários e traçar o cronograma de execução das obras.

 

            Atualmente, as cidades de Assú e Currais-Novos recebem o Gás Natural Veicular, que é fornecido através de carretas.  No próximo dia 26, Caicó será a terceira

cidade que passará a receber esse tipo de combustível.

 

            Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, Thiago Simas, o anúncio faz pare do programa de interiorização do desenvolvimento em todo o Estado.

"A chegada do gás natural veicular em João Câmara e a viabilização do gasoduto em Ceará Mirim fazem parte da consolidação do programa do Governo do Estado

de levar o gás natural para todo o RN. A partir da instalação do gás na região, o Mato Grande terá uma redução bastante significativa nos custos com transportes da s

ua produção”, garante o secretário Thiago Simas

fonte: SEDEC