A IGREJA MATRIZ
 

 

A IGREJA MATRIZ

A 1 pedra da igreja matriz foi colocada no dia 21 de fevereiro de 1858 pelo Frei Serafim de Cattnia, porm suas obras somente foram concludas no ano de 1900.

O templo foi construdo mediante projeto do Frei Serafim e as torres pelo projeto do engenheiro Mr. David Williams, com recursos do governo da provncia do RN e contribuies da populao local; a direo das obras ficou a cargo de Jos Joaquim de Castro Barroca, do Engenho Verde-Nasce.

A matriz foi construda em terreno doado pelo Coronel Manoel Varela do Nascimento (futuro Baro do Cear-Mirim) e pelo Sr. Antnio Bento Viana, do Engenho Carnaubal, no ano de 1851.

Por suas dimenses, a matriz de Cear-Mirim, a maior igreja do RN. Mede 260 palmos de comprimento, equivalente a 57,20 metros e 107 palmos de largura, equivalente a 23,55 metros.

Foi construda com duas torres gticas de base quadrangular e terminal em agulha, medindo aproximadamente 36 metros e que foram concludas em 1894.

Em 1889, foram trazidos os sinos em carro-de-boi por dois jovens da poca vestidos a carter - Fausto Varela e Herclio Ribeiro de Paiva - um dos sinos pesa 40 arrobas, cerca de 600Kg, e foi doado pelo Tenente-Coronel Francisco Jos Soares do Engenho Cruzeiro. O outro possui 20 arrobas (360Kg), sendo este ltimo fruto das doaes do povo. Os sinos s foram colocados em 01 de janeiro de 1901, na virada do sculo, tida como inaugural, estando registrada no marco encravado entre o 1 e 2 arco da nave principal.

Outras ofertas importantes foram feitas por Josefa Cavalcante Rocha - O Batisteiro - e por D. Vitria Duarte Ribeiro - A Pia Batismal, toda em mrmore. O Sacrrio, em bronze, chegou matriz em 1951 por doao do Dr. Milton Varela.

Segundo Madalena Antunes e Nilo Pereira, o altar-mor de nossa matriz foi inspirado no altar-mor da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, de So Paulo, do incio do sculo XIX.

Os altares ao lado ao altar principal foram construdos gradativamente por filhos da cidade.

Em Dezembro de 2000, o Cnego Rui Miranda foi entitulado Monsenhor.

 Fonte: www.franciscanos.org.br

 Foto: Jose Wilde